Casa Grande

Candidata ao senado por Minas, Dilma pode enfrentar Aécio nas urnas

Essa foi a primeira vez que a petista falou como pré-candidata, desde que transferiu, em abril, o domicílio eleitoral para o Estado onde nasceu.

A ex-presidente Dilma Rousseff confirmou que irá se candidatar ao Senado por Minas Gerais nas eleições 2018. Essa foi a primeira vez que a petista falou como pré-candidata, desde que transferiu, em abril, o domicílio eleitoral para o Estado onde nasceu.

“Não vou me furtar a participar de uma luta que eu julgava que não teria mais participação ativa eleitoral”, explicou a petista, argumentando que a prisão do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado e preso pela Operação Lava Jato, além do processo de impeachment sofrido em 2016, foram os motivos que pesaram na decisão.

“Essas eleições serão muito importantes, pois elas podem interromper um processo de golpe, de deterioração das condições econômicas, políticas, sociais e civilizatórias, afirmou.

A possível candidatura de Dilma ao senador, é mais uma oportunidade de confronto direto com o então senador Aécio Neves (PSDB), que deve, até aqui, disputar a reeleição.