Imperial

Escola estadual de Mamanguape desenvolve projetos de cidadania e combate à violência

O projeto “Bombeiro na Escola” trás orientações da 3ª Cia de Bombeiros Militar com comandante Major William, Sub-comandante Capitão Ferraz , e os instrutores J. Brandão e Sub-tenente Leite.

Ações que envolvem mensagens educativas como o uso correto da água, o combate a violência contra a mulher, uso de drogas, educação no trânsito, controle das emoções e tecnologia para uma boa desenvoltura em matemática, estão numa série de atividades desenvolvidas pela Escola Estadual de Ensino Fundamental e Médio – Dr° Gustavo Fernandes de Lima Sobrinho, de Mamanguape.

Atualmente a unidade escolar conta com 608 alunos em três modalidades, sendo Ensino Fundamental II, Ensino Médio e a EJA.

Entre os projetos desenvolvidos com a classe estudantil estão: “Diga não a violência contra mulher”, “diga não as drogas”, “Bombeiro na escola”, “sempre sorrindo”, “diga não a bulyng”, “como controlar nossas emoções”, “educação no trânsito”, “sustentabilidade”, “uso de softwares no ensino de matemática” e “como preservar a água”.

Alunos produzem horta orgânica na Escola Gustavo Fernandes.

As atividades são resultados de parcerias com a Polícia Militar da (2º CIPM) e da 3° Cia de Bombeiros Militar, com orientações de conteúdos repassadas pela 1ª Tenente Suzana Thais e a PM Cabo Érica.

O “Diga não as drogas” tem a participação dos Coordenadores do PROERD da Polícia Militar, através do Tenente Carneiro e o Cabo Maykelson.

O projeto “Bombeiro na Escola” trás orientações da 3ª Cia de Bombeiros Militar com comandante Major William, Sub-comandante Capitão Ferraz , e os instrutores J. Brandão e Sub-tenente Leite.

O Projeto “Sempre Sorrindo”, é uma ação que trabalha o Programa Saúde na Escola, com o apoio da Secretaria Municipal de Saúde do município de Mamanguape. “Diga não a bulyng” e “educação no trânsito” é desenvolvido com os alunos do “Se sabe de repente”.

O “Liga pela Paz” destaca o controle das emoções, e o “sustentabilidade” desenvolve com os alunos a horta orgânica. Na área do aprendizado em matemática, há o uso pelos alunos, de softwares desenvolvido pela UFPB, com o projeto PROBEX, o que facilita um melhor desempenho no aprendizado.

A gestora escolar, Erenita Ramalho, lembrou ainda que, o projeto Bombeiro na escola teve duração de quatro meses, o de conscientização contra as drogas são palestras mensais, e o da saúde bucal, são atendimentos semanais, dos próprios alunos no PSF.

Mais fotos: