Imperial

Câmara faz esforço concentrado por reforma da Previdência

Maia prevê o início da votação à noite, com a conclusão do primeiro turno na madrugada.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), praticamente descartou a reinclusão de estados e municípios na reforma da Previdência durante a votação nesta terça-feira (9). Maia defende mudanças nas regras do sistema de aposentadoria de outros entes da federação, mas admite que a reinserção “contamina” a votação no plenário, onde a proposta de emenda à Constituição (PEC) precisa de um quórum elevado: 308 votos dos 513 deputados.

Maia prevê o início da votação à noite, com a conclusão do primeiro turno na madrugada. “Queremos um quórum de 490 deputados para não ter risco de perder a votação. Inicia a votação do texto principal na noite desta terça-feira, e votamos os destaques na madrugada”, estima.